P 1.2

Ciência aberta: abertura de dados, materiais, métodos e códigos de programas

2018.09.27 — 09:00-10:30

Sobre

Ciência Aberta é um movimento para tornar a pesquisa científica, seus dados e disseminação acessível a todos os níveis da sociedade. Este movimento considera aspectos como Acesso Aberto, Dados Abertos, Pesquisa Reprodutível e Software Aberto.

Cada um destes aspectos apresenta particularidades que precisam ser avaliadas e discutidas pela comunidade científica de modo que sejam estabelecidas diretrizes que facilitem a disseminação de informações científicas.

O grande desafio que se apresenta está no estabelecimento de práticas efetivas e eficazes que permitam aos periódicos acrescentar estas demandas em suas linhas editoriais, de modo a não apenas permitir que dados, softwares e métodos possam ser acessíveis, como também de estimular a comunidade a fazê-lo.

Considerando estas questões, este painel tem como proposição discutir aspectos importantes sobre o avanço da comunicação das pesquisas. Alguns deles estão colocados nos critérios de indexação SciELO, como é o caso do referenciamento de materiais das pesquisas para transparência e reprodutibilidade.

Ementa

Criterios FAIR, conceitos e implementação; desafios para a publicação de dados e métodos; politicas institucionais para dados abertos; adoção das diretrizes TOP (Transparency,and Openness Promotion); repositórios de software; repositórios de dados por áreas temáticas.

Como contribuir

Você está convidado a participar e cooperar com a comemoração do SciELO 20 Anos mediante comentários, depoimentos, posts, artigos, etc, relacionados ao tema deste e de outros painéis.

FAÇA UMA PERGUNTA

Glossário

Acesso Aberto – Acesso online, sem custos de conteúdo científico revisado por pares com restrições de licenciamento e direitos autorais.

Avaliação da Ciência Aberta – Avaliação dos resultados da Pesquisa, não limitada aos pares, mas com a contribuição da sociedade.

Ciência Aberta Movimento para tornar a pesquisa, dados e sua disseminação acessível a todos os níveis da sociedade.

Compartilhamento de dados ato de distribuir os dados em um formato que pode ser usado por outros indivíduos.

Dados Abertos – Dados online, em custos, acessíveis e que podem ser usados, reusados e distribuídos, desde que a fonte dos dados seja atribuída.

DataCite Organização sem fins lucrativos que provê identificadores (DOI) para dados de Pesquisa.

Ferramentas de Gerenciamento de Dados de Pesquisa – Ferramentas que auxiliam no processo de Gerenciamento de dados.

Ferramentas para Ciência Aberta – Refere-se às ferramentas que podem auxiliar no processo de construção da ciência Aberta.  Entre elas encontram-se Repositórios Abertos e Serviços Abertos.

GitHub repositório para compartilhamento de software.

Registry of Research Data Repositories <https://www.re3data.org/– um catálogo internacional de repositórios de dados e a melhor fonte atualmente para achar repositórios. Teve início em maio de 2013, utilizando-se da ideia de Ciência Aberta, de acordo com o Creative Commons, cobrindo todas as áreas do conhecimento acadêmico.

Interoperabilidade capacidade de um sistema (informatizado ou não) de se comunicar de forma transparente (ou o mais próximo disso) com outro sistema (semelhante ou não). Para um sistema ser considerado interoperável, é muito importante que ele trabalhe com padrões abertos ou ontologias.

Métricas e Impacto Aberto – Uma alternativa aos sistemas tradicionais de métricas, as métricas abertas permitem um nova forma de avaliar o impacto das pesquisas. Exemplos são o Altmetrics e Bibliometrics.

Padrões de  Gerenciamento de Dados de Pesquisa – Padrões que são relevantes no processo de Gerenciamento de dados.

Pesquisa aberta reprodutível – Oferecer aos usuários acesso livre aos elementos experimentais para a reprodução da Pesquisa.

Planos de Gerenciamento de Dados de Pesquisa – Um plano de gerenciamento de dados é um documento formal que estabelece como lidar com os dados de pesquisa durante a fase de pesquisa e depois que esta foi concluída. Exemplos são: DMPTool <https://dmptool.org/> e DMP Online <https://dmponline.dcc.ac.uk/>

Políticas de Acesso Aberto – Guia de melhores práticas para aplicar a Ciência Aberta e alcançar seus objetivos fundamentais.

Políticas de Gerenciamento de Dados de Pesquisa – Conjunto de princípios, tipicamente produzidos por diferentes Instituições, que devem ser seguidos durante o gerenciamento dos dados de pesquisa.

Princípios FAIR – Ser encontrável, acessível, interoperável, reusável.

Reuso de dados uso dos dados por alguém diferente de quem o originou.

Serviços de Gerenciamento de Dados de Pesquisa – Referem-se a serviços (online) que auxiliam no processo de Gerenciamento de Dados.

TOP Guidelines – Transparency and Openness Promotion. Incluem oito padrões modulares, cada um com 3 níveis de rigor. Os periódicos selecionam quais dos 8 padrões pretendem adotar e selecionam no nível de implementação de cada padrão:

• Padrões de citação
• Projeto e Análise
• Transparência dos dados, métodos analíticos (código) e materiais de pesquisa
• Replicação
• Pré-registro de estudos
• Pré-registro dos planos de análise

Fonte: https://osf.io/9f6gx/wiki/Guidelines/?_ga=2.29074296.534388759.1532548354-488636257.1532548354

Uso de dados – dados coletados por um indivíduo, para um projeto de Pesquisa específico.

Bibliografia

DUDZIAK, Elisabeth A. Gestão de dados de pesquisa: o que precisamos saber hoje! 2018. Available from: <https://www.sibi.usp.br/?p=17574>

Irene V. Pasquetto, Ashley E. Sands, Peter T. Darch, and Christine L. Borgman. 2016. Open Data in Scientific Settings: From Policy to Practice. In Proceedings of the 2016 CHI Conference on Human Factors in Computing Systems (CHI ’16). ACM, New York, NY, USA, 1585-1596. DOI: https://doi.org/10.1145/2858036.2858543

Pasquetto, I.V., Randles, B.M. & Borgman, C.L., (2017). On the Reuse of Scientific Data. Data Science Journal. 16, p.8. DOI: http://doi.org/10.5334/dsj-2017-008

Sayão, Luis Fernando. Guia de Gestão de Dados de Pesquisa para Bibliotecários e Pesquisadores / Luis Fernando Sayão, Luana Farias Sales. – Rio de Janeiro : CNEN/IEN, 2015. 90 p

Wilkinson, M. D. et al. The FAIR Guiding Principles for scientific data management and stewardship. Sci. Data 3:160018. DOI: 10.1038/sdata.2016.18 (2016).

Twitter

Em desenvolvimento.

Posts

ANAND, S. Geo for All – Princípios Abertos em GeoEducação e Ciência [online]. SciELO em Perspectiva, 2018 [viewed 13 July 2018]. Available from: https://blog.scielo.org/blog/2018/07/13/geo-for-all-principios-abertos-em-geoeducacao-e-ciencia/

ESTEVÃO, J.S.B. Base de Dados Científicos da Universidade Federal do Paraná [online]. SciELO em Perspectiva, 2018 [viewed 18 September 2018]. Available from: https://blog.scielo.org/blog/2018/09/18/base-de-dados-cientificos-da-universidade-federal-do-parana

MEDEIROS, C.B. Gestão de Dados Científicos – da coleta à preservação [online]. SciELO em Perspectiva, 2018 [viewed 22 June 2018]. Available from: https://blog.scielo.org/blog/2018/06/22/gestao-de-dados-cientificos-da-coleta-a-preservacao/

Artigos

Em desenvolvimento.

Depoimentos

Em desenvolvimento.

powered by Odyno gGroupslogo

Coordenador da mesa

Coordenadora do Grupo

Secretaria Executiva

Grupo de Colaboradores