P 2.3

Acesso Aberto – rotas rumo à universalização: vias douradas, verdes, híbridas, outras

2018.09.28 — 11:00-12:30

Sobre

O Acesso Aberto cada vez mais é parte determinante das estruturas e dos processos de comunicação científica, particularmente no emergente modus operandi da ciência aberta, que supõe a abertura de todos os componentes da pesquisa. Atualmente, a maioria das instâncias, produtos e serviços de comunicação científica fazem referência ao acesso aberto de alguma forma. Os índices bibliográficos passaram a identificar os artigos em acesso aberto. Novos publishers foram criados, a maioria das editoras comerciais passou a publicar periódicos em acesso aberto ou oferecer aos autores a possibilidade de publicar artigos em acesso aberto em periódicos por subscrição. Surgiram os megajournals de acesso aberto. Nos países em desenvolvimento predominam as publicações em acesso aberto, com destaque para o pioneirismo do SciELO publicando periódicos em acesso aberto a partir de 1998, quatro anos antes da declaração de Budapest Open Access Initiative. A modalidade de preprints com a disponibilização em acesso aberto dos manuscritos antes da avaliação e publicação em periódicos cresce e surgem novas ferramentas. Nos últimos anos surgiram vários modelos inovadores de promover o acesso aberto aos artigos dos periódicos, como consórcios ou crowdfunding de bibliotecas. Ainda há dificuldade e resistência dos publishers em desenvolver modelos financeiros que viabilizem o acesso aberto, e segue opaco o cálculo das taxas de processamento de artigos (APC). Mas, a força principal que pode viabilizar a universalização do acesso aberto são as políticas públicas, sendo o melhor exemplo atualmente é o programa Horizonte 2020 da Comissão Europeia.

Diante deste panorama, este painel analisará avanços já alcançados, as soluções promissoras e as barreiras que persistem nas rotas rumo a universalização do acesso aberto.

Ementa

As modalidades clássicas de acesso aberto – periódicos via dourada, híbrido e artigos via verde, novos modelos de financiamento do acesso aberto, métricas sobre o estado do acesso aberto, barreiras para universalização do acesso aberto, políticas em prol do acesso aberto.

Como contribuir

Você está convidado a participar e cooperar com a comemoração do SciELO 20 Anos mediante comentários, depoimentos, posts, artigos, etc, relacionados ao tema deste e de outros painéis.

FAÇA UMA PERGUNTA

Glossário

Em desenvolvimento.

Bibliografia

Piwowar H, Priem J, Larivière V, Alperin JP, Matthias L, Norlander B, Farley A, West J, Haustein S. (2018) The state of OA: a large-scale analysis of the prevalence and impact of Open Access articles. PeerJ, 6:e4375. Available from: https://doi.org/10.7717/peerj.4375

Smith, Elise; Haustein, S; Mongeon, P.; Shu, F.; Ridde, V.; Lariviére, V. Knowledge sharing in global health research – the impact, uptake and cost of open access to scholarly literature. Health Research. Policy and Systems (2017) 15:73. DOI: 10.1186/s12961-017-023. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC5576373/

Solomon, D., & Björk, B.-C. (2016). Article processing charges for open access publication—the situation for research intensive universities in the USA and Canada. PeerJ4, e2264. DOI: 10.7717/peerj.2264. Available from: https://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC4963224/

Twitter

Em desenvolvimento.

Posts

Em desenvolvimento.

Artigos

Em desenvolvimento.

Depoimentos

Em desenvolvimento.

powered by Odyno gGroupslogo

Coordenadora da mesa

Coordenadora do Grupo

Secretaria Executiva

Grupo de Colaboradores