P 3.1

Comunicação rápida: preprints, peer-review, publicação contínua

2018.09.26 — 14:00-15:30

Sobre

Acesso livre e aberto, processo de avaliação transparente e difusão das pesquisas de maneira rápida, compartilhada e  com participação colaborativa de forma clara para toda a sociedade são alguns dos princípios da Ciência Aberta. O reconhecimento e a adoção de práticas de pesquisa abertas estão crescendo, incluindo novas políticas que aumentam o acesso público à literatura acadêmica e estimulam a abertura de códigos e o compartilhamento de dados para sua reprodução. Dentre estas iniciativas que estão reconfigurando a comunicação científica, o preprint vem se consolidando como um promissor espaço para o conhecimento livre, aberto e transparente, agilizando o processo editorial. O preprint constitui o primeiro passo formal de disponibilização pública dos manuscritos antes da sua aprovação por um periódico.

As lógicas de editoração, pautadas em princípios norteadores da ciência, sempre estiveram no poder decisório do editor. Desde a escolha de pareceristas à distribuição dos artigos aprovados em publicação de edições, a gestão do tempo para editorar mantendo qualidade, periodicidade e rapidez no retorno sobre a produção sempre foi um desafio para os editores. E essa gestão do tempo se torna um desafio ainda maior para o processo de editoração no Brasil, e em parte da América Latina, cuja manutenção de periódicos ocorre, sobretudo, a partir de trabalhos voluntários. Diante deste cenário, iniciativas que busquem tornar a comunicação científica mais rápida e mais transparente surgem como soluções para as dificuldades diárias da editoração científica, como o preprint, a publicação contínua e a avaliação aberta por pares, por exemplo.

Diante desta nova reconfiguração do processo editorial, este painel tem como proposta discutir o panorama da comunicação científica rápida e transparente, buscando compartilhar experiências que vêm sendo desenvolvidas que respondem às demandas editoriais sobre a gestão do tempo  e da qualidade dos trabalhos publicados em periódicos científicos e, em particular, para apoiar o desenvolvimento da política de preprint do Programa SciELO.

Ementa

Os desafios da editoração científica e a ética editorial sobre a gestão do tempo e da qualidade; iniciativas para a comunicação rápida da ciência; métricas e indicadores alternativos da visibilidade científica; experiência de preprint e de comunicação contínua no cenário nacional e internacional; dinâmicas editoriais do preprint e seus modelos no mercado; as demandas do fluxo contínuo; modalidades abertas de avaliação por pares: peer-review, open peer-review e crowd-based peer review; os espaços de comunicação rápida nas plataformas sociais acadêmicas.

Como contribuir

Você está convidado a participar e cooperar com a comemoração do SciELO 20 Anos mediante comentários, depoimentos, posts, artigos, etc, relacionados ao tema deste e de outros painéis.

FAÇA UMA PERGUNTA

Glossário

Preprint: manuscrito científico completo que é depositado pelos autores em um servidor público. O preprint contém dados e metodologias completos; é frequentemente o mesmo manuscrito que está sendo submetido a um periódico (…). Depois de uma breve inspeção de controle de qualidade para garantir que o trabalho é de natureza científica, o manuscrito do autor é publicado na Web dentro de aproximadamente um dia sem passar por avaliação pelos pares e pode ser visualizado gratuitamente por qualquer pessoa no mundo. Com base no feedback e/ou novos dados, novas versões do seu preprint podem ser submetidas; no entanto, versões anteriores do preprint também são mantidas.
Para mais informações, acesse Preprint info center. What is a preprint? [online] ASAPbio. 2016 [viewed 16 February 2017]. Available from: http://asapbio.org/preprint-info

Ahead of Print: Modalidade de publicação avançada de artigos realizada pelo editor, tão logo o manuscrito seja aprovado pelo sistema de avaliação adotado pelo periódico. Ou seja, os artigos são publicados separadamente antes da composição dos números, a fim de contribuir para o avanço da pesquisa científica por meio da rápida comunicação dos resultados.
Para mais informações sobre Ahead of Print, acesse o Guia para a publicação avançada de artigos Ahead of Print (AOP) no SciELO: http://www.scielo.org/local/File/Guia_AOP.pdf

Publicação Contínua: modalidade de publicação de periódicos digitais que não precisa aguardar a composição completa dos fascículos ou de edições seriadas. À medida em for aprovado, o manuscrito diagramado é publicado no periódico no ano vigente. Também tem como objetivo promover rapidez no processo de comunicação e disponibilização das pesquisas. Diferentemente do Ahead of Print, que será migrado para um fascículo ou edição posteriormente, a publicação contínua é individual e definitiva. Ou seja, e o artigo recebe um número, normalmente sequencial, sem estar necessariamente subscrito em uma edição específica. Nesta modalidade contínua, a organização dos artigos é realizada por um volume único, que normalmente coincide com o ano calendário.
Acesse o Guia para Publicação Contínua de artigos em periódicos indexados no SciELO: http://www.scielo.org/local/Image/guiarpass.pdf

Fluxo Contínuo (submissão): diz respeito não a uma modalidade de publicação, mas de recepção dos artigos sem estarem condicionados a chamadas específicas para uma determinada edição, com prazo fechado de submissão.

Avaliação duplo-cego (blind-review): neste tipo de avaliação, os editores mantém as identificações pessoais dos autores e dos avaliadores confidenciais. É o tipo de avaliação mais comum entre os periódicos científicos, sendo considerado o mais eficaz por 76% dos pesquisadores entrevistados em um estudo publicado por Mulligan, et al. em 2009.1

Avaliação simples-cego: no sistema simples cego, o avaliador conhece a identidade do autor, mas o autor não conhece a do avaliador.

Avaliação por Pares Aberta: é um termo geral para várias opções de modelos de avaliação que incluem a possibilidade de

Abertura das identidades dos autores e pareceristas no próprio processo de avaliação. Ou seja, ambos conhecem as identidades, ainda que o leitor não tenha conhecimento sobre esta informação. Nesta modalidade, pode ser incentivada a interação aberta entre os autores e avaliadores

Publicação das comunicações dos pareceristas na própria publicação final. Nesta modalidade de avaliação, os pareceres são disponibilizados publicamente no próprio artigo, com a autoria do avaliador, em caso de aprovação, e o autor pode tomar conhecimento da identidade do avaliador durante o processo ou apenas após a publicação final do seu manuscrito

Participação do público no processo de avaliação, em plataformas abertas ou em repositórios de preprint, ou após a publicação do manuscrito, com possibilidade de publicação de comentários em resposta à pesquisa.

Avaliação por endosso (Peer Review by endorsement – PRE): Este modelo requer que um autor solicite avaliações de seus pares antes da submissão, a fim de avaliar a adequação de um manuscrito para publicação. Para evitar qualquer viés pessoal do endosso solicitado pelo autor, tanto as identidades dos avaliadores e o dos endossos são disponibilizados publicamente ao lado dos manuscritos. Para mais informações, acesse: http://theparachute.blogspot.com/2015/08/peer-review-by-endorsement.html

Avaliação baseado em multidão (Crowd-based Peer Review): iniciativa realizada por Benjamin List, diretor do Instituto Max Planck, Alemanha, e editor-chefe da Synlett, em que foi desenvolvida uma plataforma digital protegida na qual 100 avaliadores especialistas pudessem ler e comentar sobre submissões, bem como sobre comentários de colegas avaliadores2.

Fast-track: Modo de publicação que ocorre após a avaliação de um editor do periódico e é disponibilizado publicamente no periódico enquanto está sendo avaliado por pares.

Referências

1. MULLIGAN, A., HALL, L., and RAPHAEL, E. Peer Review in a changing world: an international study measuring the attitudes of researchers. J. Am. Soc. Inf. Sci. Technol. 2013, vol. 64, nº 1, pp. 132-161. DOI: 10.1002/asi.22798

2. LIST, Benjamin. Crowd-based peer review can be good and fast. Nature News, v. 546, n. 7656, p. 9, 2017.

Bibliografia

CHAWLA, D. S. Do publishers add value? Maybe little, suggests preprint study of preprints. Retraction Watch [online]. 24 june 2016 [viewed 10 July 2018]. Available from:https://retractionwatch.com/2016/06/24/do-publishers-add-value-maybe-little-suggests-preprint-study-of-preprints/

CURRY, S. Peer review, preprints and the speed of science. The Guardian [online]. ©2015. Updated 9 may 2017 [viewed 10 July 2018]. Available from: https://www.theguardian.com/science/occams-corner/2015/sep/07/peer-review-preprints-speed-science-journals

MUELLER, A. The Case for Open Review. Inside Higher Ed [online]. 16 may 2017 [viewed 10 July 2018]. Available from: https://www.insidehighered.com/views/2016/05/16/open-peer-review-journal-articles-offers-significant-benefits-essay

NASSI-CALÒ, L. Peer-review as a research topic in its own right. SciELO in Perspective [online]. 2015 [viewed 10 July 2018]. Available from: https://blog.scielo.org/en/2015/04/24/peer-review-as-a-research-topic-in-its-own-right/

TENNANT, J., et al. The evolving preprint landscape: Introductory report for the Knowledge Exchange working group on preprints. BITSS Preprints [preprint]. May 21, 2018. Available from: doi: 10.17605/OSF.IO/796TU.

VELTEROP, J. Science (which needs communication) first, careers (which need selectivity) later. SciELO in Perspective [online]. 2015 [viewed 10 July 2018]. Available from:https://blog.scielo.org/en/2015/10/29/science-which-needs-communication-first-careers-which-need-selectivity-later/

Twitter

Em desenvolvimento.

Posts

OLIVEIRA, T. Quanto tempo leva para fazer ciência? A emergência do tempo na comunicação científica [online]. SciELO em Perspectiva, 2018 [viewed 06 July 2018]. Available from: https://blog.scielo.org/blog/2018/07/06/quanto-tempo-leva-para-fazer-ciencia-a-emergencia-do-tempo-na-comunicacao-cientifica/

VELTEROP, J. Comunicação e avaliação por pares devem ser universalmente separados [online]. SciELO em Perspectiva, 2018 [viewed 25 May 2018]. Available from: https://blog.scielo.org/blog/2018/05/25/comunicacao-e-avaliacao-por-pares-devem-ser-universalmente-separados/

VELTEROP, J. O que significa uma nova abordagem (para periódicos, conselhos de pesquisa)? [online]. SciELO em Perspectiva, 2018 [viewed 19 July 2018]. Available from: https://blog.scielo.org/blog/2018/07/19/o-que-significa-uma-nova-abordagem-para-periodicos-conselhos-de-pesquisa/

Artigos

Em desenvolvimento.

Depoimentos

Em desenvolvimento.

powered by Odyno gGroupslogo

Coordenador da Mesa

Coordenadora do Grupo

Secretaria Executiva

Grupo de Colaboradores