P 4.2

Impacto científico/acadêmico dos periódicos – indicadores baseados em citações e outros

2018.09.27 — 16:00-17:30

Sobre

Este painel aborda a aplicação dos métodos bibliométricos e cientométricos aplicados na avaliação dos periódicos e das pesquisas que publicam.

A mensuração de impacto de periódicos científicos por meio de citações tem origem nas atividades dos documentalistas do final do século XIX, no intuito de organizar as publicações de áreas específicas. Os desdobramentos destes esforços logo lançaram mão de abordagens quantitativas visando a compreensão de tendências, que permitiram estabelecer, por exemplo, o núcleo de periódicos e autores nas diversas áreas, tornando-se insumo importante para historiadores e sociólogos da ciência.

No que diz respeito ao tratamento da informação científica, os ensaios da primeira metade do século XX se materializaram em um sistema que ofereceria uma nova forma de recuperação da informação – no sentido diacrônico –, permitindo identificar a relação que a literatura passa a estabelecer a partir da publicação de um artigo. A esta relação, que expressa a repercussão de um novo conhecimento na literatura, não levou muito tempo para se atribuir a ideia de impacto científico, cuja expressão se dá através da citação. O índice de citação então revoluciona a maneira de acessar a literatura na segunda metade do mesmo século, ao mesmo tempo em que se torna uma fonte exclusiva para os indicadores de impacto, que a partir dali passariam a representar a ciência mundial em processos avaliativos ao redor do mundo.

Na virada para o século XXI, diversos fatores – como o custo das assinaturas, a sub representatividade da literatura científica de países cujo idioma não é o inglês, assim como as diferentes práticas de comunicação científica entre áreas do conhecimento – deram lugar a iniciativas que visavam fontes de informação mais abrangentes, e que ao mesmo tempo viabilizassem o acesso livre à informação científica. Contudo, além da questão do acesso, a já estabelecida necessidade de mensuração de impacto não poderia ser ignorada, a fim de prover os consolidados processos de avaliação da produção científica com indicadores mais adequados.

Neste sentido, é preciso que as novas fontes de informação, tirando proveito das novas metodologias propostas pela comunidade especialista em métodos quantitativos de avaliação da ciência, possam contribuir com indicadores que tornem a avaliação da produção científica nacional (brasileira) mais condizente com a realidade nacional. Logrando este feito, espera-se que as discussões do grupo contribuam não apenas para evidenciar o melhor do que tem sido produzido localmente, mas permitir que periódicos científicos editados nacionalmente, em particular, os da Rede SciELO, tenham seu impacto reconhecido, viabilizando uma circulação do conhecimento científico global e inclusiva.

Ementa

Fontes de informação para geração de indicadores de impacto; especificidade da cultura de comunicação científica nas diferentes áreas, especialmente as Ciências Humanas e Sociais; as limitações do Fator de Impacto e indicadores baseados em periódicos da corrente principal (mainstream); metodologias para geração de indicadores de impacto alternativo; sistemas de avaliação nacionais e o uso de indicadores bibliométricos; multilinguismo e periódicos de países não-anglófonos; a circulação do conhecimento científico e os tipos de periódicos.

Como contribuir

Você está convidado a participar e cooperar com a comemoração do SciELO 20 Anos mediante comentários, depoimentos, posts, artigos, etc, relacionados ao tema deste e de outros painéis.

Glossário

Em desenvolvimento.

Bibliografia

Em desenvolvimento.

Twitter

Em desenvolvimento.

Posts

Em desenvolvimento.

Artigos

Em desenvolvimento.

Depoimentos

Em desenvolvimento.

powered by Odyno gGroupslogo

Coordenador do Grupo

Secretaria Executiva

Grupo de Colaboradores